O governo de Kabinda no exílio qualifica d'anacronismo e anarquista o comportamento dos Kabingolas,  que sem qualquer alvará juridico-politico-administravo, querem condenar definitivamente Kabinda numa escravidão angolana.Na cabeça da lista, Belchior Lanzo, Aleixandre Tati Builo(Kitombi), Estanislau Boma, José Marcos Mavungo, Agostinho Chicaia, Rotula, Silvestre Luemba, Veras e outros.

O governo de Kabinda toma  o povo de Kabinda como testemunho sobre este acto criminoso dos acima citado,  como podem  ver a título de provas,  os documentos secretos assinados entre estes e o governo colonialista e sanguinário de Angola.

CLICK AQUI PARA VER O PLANO DE CABINGOLAS