A dois anos o governo da FLEC no Exile tinha anuciado, nao 
é que o povo de Cabinda gostao de bebida mais o governo terrorista de angola so chamado MPLA que cospira o encoragimento da bebida no nosso Pais.  Para o povo se concentar no mao abito isto nao é normal ,é  por isso sejão mais vilante e a conselhão os nossos filhos e filhas para se concetrar, e precurar estudos, e trabalhar se muito bom para o futuro.  

Tomas Futi, 34 anos, é técnico fiscal e mora em Cabinda. Além de trabalhar, estuda. Está no terceiro ano do curso de Gestão de Empresas. É pai de duas filhas.  
Futi sugeriu falar sobre os valores morais da juventude e também sobre o consumo de álcool na província.
Segundo ele, o consumo de álcool em Cabinda é alarmante. “Vejo muitos jovens no fim-de-semana a se alimentar pouco e beber muito".
Quanto aos valores morais, Futi afirma que os cabindenses estão a perder a identidade.
A maioria da população de Cabinda pertence ao grupo étnico bantu. Futi explica que muitos jovens na cidade não querem estudar ou trabalhar, e isso o preocupa muito.
Oiça a conversa

 

Entrevista com Tomas Futi