INTERNACIONAL DA FLEC E DA JUSTA CAUSA DE EMANCIPAÇÃO DO PROTECTORADO DE CABINDA. 
ANGOLA DEVE SE RETIRAR DE CABINDA E PROMOVER E COOPERAR NO PROCESSO DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO  PROTECTORADO  OCUPADO DE CABINDA. E CABINDA ASCENDER Á SOBERANIA INTERNACIONAL OU SEJA TORNAR - SE LIVRE ,INDEPENDENTE E SOBERANA. A FRENTE DE LIBERTAÇÃO DO ESTADO DE CABINDA APOIADO PELO CONSELHO NACIONAL

DO POVO  DE KABINDA (NKOTO - LIKANDA) E PELO GOVERNO REVOLUCIONÁRIO DE KABINDA NO EXÍLIO , DE UNIDADE PATRIÓTICA (GRCE UP) EXIGE O FIM DA OCUPAÇÃO ANGOLANA DO PROTECTORADO DE KABINDA E POR CONSEGUINTE  A URGENTE E INDISPENSÁVEL TRANSIÇÃO  DEMOCRÁTICA, PACÍFICA E INTERNACIONAL SOB OS AUSPÍCIOS DAS NAÇÕES UNIDAS. PARA O EFEITO A COMUNIDADE INTERNACIONAL DEVE FAZER PRESSÕES POLÍTICAS EFECTIVAS E IMPOR SANÇÕES  ECONÓMICAS E DIPLOMÁTICAS SOBRE O GOVERNO OCUPANTE, TERRORISTA E

COLONIALISTA DE ANGOLA QUE DESDE 1974 VIOLA SITEMATICAMENTE OS DIREITOS HUMANOS E DO POVO DE CABINDA, QUE  OCUPA E OPRIME COM TOTAL IMPUNIDADE SOB AS BARBAS DAS NAÇÕES UNIDAS DA UNIÃO AFRICANA , DA UNIÃO EUROPEIA, DA LIGA ÁRABE, DASEAN E DA ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS. ANGOLA JOGA NA DEFENSIVA E COMETE ERROS SOBRE ERROS, FRAUDES SOBRE FRAUDES, REPRESSÃO SOBRE REPRESSÃO QUANTO DEVIA FAZER APENAS UM MEA CULPA E ARREPIAR CAMINHO NO QUE TOCA Á OCUPAÇÃO E COLONIZAÇÃO DO TERRITÓRIO DE CABINDA.  ONEGÓCIO DO PETRÓLEO DE SANGUE DE CABINDA NÃO JUSTIFICA TODOS OS ABUSOS CONTRA OS DIREITOS HUMANOS, MANTER INDEFINIDAMENTE  O SEU POVO SOB JUGO NEO - COLONIAL  ANGOLANO INCAPAZ DE LIDAR COM A VERDADE JURÍDICA,

CABINDA, 17 /10/ 15

A DIREÇÃO  POLÍTICA E EXECUTIVA

FLEC

CNPC NKOTO – LIKANDA

GRCE UP