Director do Folha 8 assume "erro" mas crítica reacção "excessiva" do orgãos governamentais

Por Venâncio Rodrigues/João Santa Rita

O MPLA nao gostou. Esta foto-montagem, que circulava na internet, foi publicada pelo jornal angolano Folha 8, e alvo de condenação intensa e irada do MPLA, com vasta repercussão nos orgãos de informação do Estado.

Uma foto montagem publicada no semanário Folha 8 colocou o partido no poder em Angola, o MPLA, em pé de guerra.

Os meios de informação estatais levaram a cabo uma intensa campanha de desacreditação daquele semanário e do seu director William Tonnet, condenando a foto montagem que mostra o presidente José Eduardo dos Santos e dois dos seus colaboradores mais próximos como estivessem algemados e com cartazes alegando terem sido presos por roubo.

Os meios de informação estatais levaram a cabo entrevistas feitas através do país condenando o Folha 8.

O director do Folha 8, William Tonnet, disse que a foto montagem não é de autoria do seu jornal circulando na internet há bastante tempo.

NTonnet disse que era intensão do jornal publicar a foto montagem com um artigo afirmando que os críticos do governo deveriam assumir a sua identidade ao publicarem esse tipo de críticas ao governo.

“Quem crítica o presidente da república deve ter a corajem de dar a cara,” disse Tonnet Contudo uma “gralha” técnica tinha resultado na publicação da foto sem qualquer texto, disse.

O texto tinha sido publicado uma semana mais tarde.

O seu jornal tinha assumido o erro, disse Tonnet para quem “é incrível" que um partido monopolize o governo “no sentido de condenar o Folha 8 em proporção excessiva”.

A este respeito odirector do Folha 8 disse que muitos dos entrevistados "nunca leram o Folha 8" e outros não sabem mesmo l~er. Tonnet disse que a história de Angola ensina que depois de “uma diabolização há uma onda de assassinatos”. 

“Isso é que é confrangedor,” disse Tonnet.  O director do Folha 8, que se encontra no Brasil em tratamento médico disse não ter recebido no entanto qualquer ameaça.