Os dois activistas foram presos a 20 de Junho.

Os activistas Nito Alves e Luaty Beirão, dois dos 15 presos políticos acusados pela procuradoria-geral da República de planear um golpe de Estado, serão ouvidos amanhã, quarta-feira, 12, pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC). Os dois, que se encontram na cadeia de  Calomboloca, no Icolo e Bengo, estão a caminho de Luanda, onde passarão a noite, segundo confirmou à VOA Adália Chivonde, mãe de Nito Alves. Recorde-se que, como a VOA tem vindo noticiar, já foram ouvidos pelo SIC nesse processo o membro do Bloco Democrático Filomeno Vieira Lopes e as activistas  Laurinda Gouveia e Rosa Conde.O grupo dos 15 + 1 integra o autodenominado Movimento Revolucionário e os detidos são acusados de prepararem um golpe de Estado pela via da desobediência civil.